sexta-feira, 2 de maio de 2008

Vanessa da Mata --> Sugestão

"Quando à tarde no trabalho
Quero que o tempo passe
Os ponteiros do relógio
Só me dão o tique-taque
Quando eu encontro os amigos
Para tomar um café
A rapidez que não tinha
Sem disfarçar
Parece brincadeirinha
Pega-pega
Quando paro que olho as horas
Para o tempo que me olha
E espero ansiosa
Vou comendo a casa
Paçoca, suspiro, cocada, jujuba
Quindim, bombom, churros, bomba
E vejo o tempo parar
Parar
O tempo pirraça"
Vanessa da Mata

A velocidade do tempo, a excentricidade do seu passar e os conflitos internos dos seus observadores, sem mencionar as leis físicas que atuam sobre ele, comprovam o tempo como insconstante e impalpável. Vanessa da Mata com seus característicos exemplos e sua pontuação impecável, transmite de forma leve e simples essa visão ao expectador. O cotidiano, tratado através dessa singular composição e transmitido com essa voz doce, firme e poderosa, torna-se claro e compreencível, logo utópico. O talento de Vanessa é um convite para ouvir seu afirmativo "SIM", o novo CD, ouça e entenda o motivo de tanta euforia por parte do colunista.

Baixe o CD:

Um comentário:

olga disse...

Mozer,esse trabalho está super-interessante. Aliás, eu sempre espero algo construtivo, vindo de você. Essa forma descontraída e cultural do uso desse espaço faz a diferença em apresentações.Amei!!! Beijão.